Brasileiros e argentinos nem sempre se entendem no portunhol

Vale a pena dar uma conferida nesta matéria do Clarín [tradução minha]:

Ao chegar ao Brasil, você deve saber que o portunhol às vezes ajuda, mas também pode te deixar em apuros ou te fazer passar um papelão. Se for comprar uma malha, não peça “um nuevo corpiño” [corpete], porque embora esteja um pouco flácido e pançudo, o seu corpinho não está tão mal. Se contar a sua melhor piada e dizerem “que engraçado“, não fique chateado, só estão dizendo “qué gracioso”. Se quiser se exibir floreando as palavras um pouco, não comece a frase com “presuntamente” porque aqui presunto é jamón e “jamonmente” não faz sentido. Quando chega o verão, chegam os argentinos e o mito começa: esse que diz que com o portunhol todos nos entendemos. (Clique aqui para ler mais)

Cf.: Série Malentendidos

Que tal aprender de uma maneira divertida?
Curta! Comente! Compartilhe esta ideia!

Opções não faltam! Siga-nos aqui:

google+_button facebook_button twitter_button tumb_button linkedin_button pinterest_button

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s